Saiba tudo sobre o bruxismo e como esse problema prejudica sua saúde


Humm... Dorzinha de cabeça que já dura há dias e nenhum remédio adianta, bem, talvez seja hora de fazer uma consulta com seu dentista, pois isso pode ser bruxismo. O nome pode até ser estranho: Bruxa? Bruxo? É magia? O que isso tem a ver com meus dentes? Calma, vamos destrinçar o problema de forma simples e objetiva.

ORIGENS DO NOME

Em 1907, os autores franceses introduziram o neologismo bruxomanie (mania de ranger os dentes). Por volta de 1936, o termo foi adotado pelo dentista norte-americano Julio Endelman, e mais tarde pelo seu compatriota S.C. Miller, sob a forma anglizada de bruxomania. Daqui surgiu o vocábulo inglês bruxism (ranger os dentes), que foi adaptado ao português do Brasil, mediante a forma de bruxismo. Ou seja, não tem nada a ver com bruxaria nem magia, ein?! ;)

BRUXISMO

Seja você criança, adolescente ou adulto, o bruxismo pode acontecer durante o dia, mas é a noite que realmente sua ação é mais "efetiva", por isso mesmo as dores podem ser mais fortes quando se acorda. São diversas as causas para o ranger dos dentes, indo desde o posicionamento incorreto dos dentes até mesmo fatores emocionais como a raiva e o estresse.

PRINCIPAIS SINTOMAS

Dores de cabeça, no maxilar ou mandíbula, dores musculares, cansaço e desconforto a mastigar, são uns dos mais comuns. Esses sintomas podem afetar a saúde geral do indivíduo, levando a perdas ósseas, desgastes nos dentes e dores pela boca e músculos do crânio e pescoço. É importante visitar o cirurgião-dentista caso esses sintomas sejam constantes em sua vida, pois somente ele pode dar o diagnóstico correto e o melhor tratamento para o seu caso.

TRATAMENTO

"Cortar o mal pela raíz" é o melhor tratamento, ou seja, atingir diretamente a causa e não os sintomas. Ansiedade, pressão no trabalho, nos estudos, estresses em geral devem ser evitados, ou pelo menos minimizados, já que são os principais causadores do bruxismo. É bastante importante unir o trabalho do dentista com outros profissionais, como psicólogos e terapeutas para que o tratamento no âmbito emocional seja tratado da melhor forma possível. Um dos tratamentos primários é o uso da placa oclusal, um aparelho geralmente feito de silicone que estabiliza e melhora as funções das articulações da boca. Procurar a reabilitação dos dentes que foram prejudicados, utilizar aparelhos ortodônticos, entre outros também pode ser solicitado pelo seu dentista.

PREVENÇÃO

Deixar as tensões do dia-a-dia de lado pode ser o melhor preventivo para esse problema. Procurar profissionais especializados, visitar o dentista rotineiramente, praticar atividade física e ter uma alimentação balanceada pode colaborar bastante para isso.
Por: Victor Hugo Rebouças

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.