Esmalte, dentina e polpa: Conheça cada parte do seu dente


Saber como o elemento dentário é formado ajuda a ter mais cuidado e atenção com a saúde bucal. Esmalte, dentina e polpa: você conhece cada parte do seu dente?

A maior relação de cuidado que temos com o nosso sorriso é durante a higiene bucal. Neste momento é possível notar muitas coisas, como a tonalidade dos dentes, estado e saúde. Mas tudo o que visualizamos é a parte superficial deles, pois no interior de cada dente existe toda uma estrutura que afeta diretamente a saúde da boca. O esmalte, a dentina e a polpa são elementos que fazem o seu cartão de visitas ser o que é. Você conhece o papel de cada um deles? O endodontista Fernando Luiz Tavares apresenta.

O ESMALTE DENTÁRIO

A primeira parte que vem é o esmalte. Ele é a camada que envolve e protege todo o dente, prevenindo seus elementos internos de problemas, como a sensibilidade e a cárie dentária. "Por ser a parte mais mineralizada do elemento dental tem a função não só de entrar em contato mais direto com os alimentos ingeridos, como também de proteger as estruturas internas como a dentina e a polpa".Por isso ele merece todo cuidado. E a melhor forma de fazer isso é praticando hábitos saudáveis. "Escovação dental, utilizando todos os recursos disponíveis, como um creme que contenha flúor em sua composição, e com o uso de fios dentais e enxaguantes bucais, pelo menos, 3 vezes ao dia". Todo capricho neste momento é necessário, mas tome cuidado com os exageros. Nada de colocar força e muito creme dental na hora de escovar os dentes. Gestos assim só desgastam toda a proteção.

A DENTINA

Essa parte fica logo atrás do esmalte e apresenta uma estrutura menos dura. Sua principal função é defender a primeira camada protetora, absorvendo impactos externos causados por alimentos ou desgastes. Ela também é responsável pela área sensitiva do dente que é totalmente ligada à polpa, a parte nervosa. Por isso, o endodontista pede atenção, mais uma vez, à higiene bucal. "Por ser um tecido menos mineralizado e composto de uma parte maior de matéria orgânica, a dentina ficará mais susceptível à ação das bactérias causadoras da cárie".

A POLPA DENTÁRIA

Essa é considerada a peça mais viva do dente, como se fosse o coração de toda a estrutura. "Em seu interior existem vasos sanguíneos e terminações nervosas encarregadas da manutenção da vitalidade do elemento dental". É com a ajuda da polpa que sentimos todos os incômodos e alertas de problemas bucais como a cárie e a sensibilidade dentária. Por isso, Fernando ressalta que é de extrema importância preservá-la. E todo cuidado começa com a higiene bucal. Deu pra notar que o esmalte, a dentina e a polpa funcionam em conjunto. Um depende do outro para viver em harmonia e tornar seu sorriso mais saudável.
Fonte: Oral-B/Sorrisologia

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.