Pessoas com herpes labial podem beijar? Saiba essa e outras dúvidas acerca dessa doença!


A herpes labial é algo que incomoda bastante aos seus portadores, e muitas pessoas não compreendem bem como funciona essa doença e até mesmo deixam de se relacionar devido ao medo de transmissão. Fique ligado a seguir e entenda mais sobre isso.

Você tem uma importante reunião de trabalho ou apresentação na escola e percebe que está com aquelas bolinhas na boca? Ou pior: é o dia de encontrar aquela pessoa bacana que você conheceu, xiii... e agora? Nada fora do normal para uma grande parcela da população mundial, essa patologia é causada pelo vírus HSV-1. É bem sabido dos portadores que essa doença infelizmente ainda não possui uma cura conhecida, mas viver com ela de forma controlada pode ser mais fácil do que você imagina. Ter uma vida cheia de privações, evitando passar produtos cosméticos nos lábios, ou pegar aquele solzão no final de semana, ou até mesmo beijar seu companheiro(a) é péssimo para a sua saúde mental. Claro que, portadores do herpes labial simples não podem ter uma vida como uma pessoa sem a doença, mas com alguns cuidados, você pode levar isso na sua vida de uma maneira bem mais tranquila.

Humm... E ai, posso beijar mesmo sendo portador da herpes labial?

Claro que pode, mas... se você NÃO estiver com as feridinhas na boca no momento. O vírus da herpes é transmitido através do contato de pessoas com as lesões causadas pela doença, ou por objetos que tiveram contato com esses ferimentos, como maquiagens, copos e talheres. É imprescindível evitar beijar no momento inicial dos sintomas, quando as erupções estão aparecendo e bastante irritadas. Você só deve beijar após a cicatrização total dessas lesões, quando já existir a famosa "casquinha" cobrindo a lesão.

Se você que está infectado beijar outra pessoa durante o período de erupção das lesões, você irá infecta-la, e isso não é nada bacana, certo? Se por acaso no dia do seu encontro você está com as bolinhas nos lábios, evite contato com seu parceiro(a) e marque para outro dia. Infelizmente essa é a única saída para que você não deixe a outra pessoa doente também.

Bom, já sei que posso beijar, mas e pegar uma praia no final de semana, posso?

Com certeza sim, mas é preciso lembrar de se proteger dos raios UV, que mesmo em dias nublados eles estão presentes, ein?! Proteger com bloqueador solar a pele para evitar câncer, manchas, queimaduras solares e demais incômodos é algo de extrema importância. Ah, mas devo aqui fazer uma ressalva: cuidado ao pegar sol demais, sempre evite-o. Pessoas com herpes labial deve proteger ao máximo seus lábios, ok? Isso por quê seus lábios já são bastante maltratados pela patologia, então não queremos complicações, não é mesmo? Ir a praia pode, contanto que não seja por longos períodos expostos ao sol.

Como evitar as crises e conviver com melhor qualidade?

Bem, algumas coisas você pode fazer para atrasar ou até diminuir essas crises chatas de herpes labial. Vai aqui uma listinha com o que você pode fazer:
  • A aparição das lesões em uma crise é diretamente relacionada ao seu sistema imunológico, por isso, se alimente bem e faça exercícios físicos, para manter sua imunidade sempre em alta.
  • Evtiar o estresse é de extrema importância, já que a herpes tem afinidade com as terminações nervosas.
  • Ir ao seu dermatologista sempre que tiver alguma dúvida ou problema relacionada a doença é essencial.
  • Nem todas as medicações tópicas podem ser utilizadas. Para isso, pergunte ao seu dermatologista qual utilizar.
Posso ir ao cirurgião-dentista em períodos de crise?

Não é o recomendado, pois apesar de todo o aparato de biossegurança que este profissional utiliza, o vírus é muito contagioso e o mesmo pode se infectar. Evite sempre ir ao dentista durante os períodos de lesões. Em casos de urgência, o dentista que te atender irá tomar a melhor conduta que garanta a proteção dele e o seu melhor tratamento. Outra coisa importante a ser comentada, é que o cirurgião-dentista, ao avaliar seu caso e perceber que você pode se re-infectar com seu próprio vírus por algum motivo nas mucosas orais e nasais, pode, em casos de não-urgência, te passar uma pomada antivirótica e recomendar que volte em outro dia, sem nenhum problema, para sua própria saúde das demais mucosas do seu corpo.

Agora que você já tirou algumas dúvidas acerca dessa doença, já pode voltar a viver normalmente, tendo apenas os cuidados que aqui foram expostos. 

Por: Victor Hugo Rebouças

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.