A odontologia estética está cada vez mais presente no dia-a-dia


A Odontologia visa sempre à saúde do cidadão, como um todo – este é o seu principal objetivo. Para isso, existem várias áreas de atuação e especialidades, como a Odontologia Estética, que contribuem com a qualidade da saúde bucal da pessoa.

A Odontologia avança, cada vez mais, em estudos científicos e descobertas na busca da qualidade no profissionalismo, no tratamento e no atendimento. Todos os dias novas tecnologias se associam à área. Segundo o cirurgião-dentista, Sérgio Vieira, professor titular da disciplina de Dentística do Curso de Odontologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), a Odontologia Estética vem sendo praticada desde os primórdios do tratamento dentário, mas com os materiais disponíveis, com os níveis de exigência e padrões culturais da época.

As pessoas estão associando a Odontologia Estética a um “sorriso bonito”. De acordo com o professor Vieira, a Odontologia Estética está presente em todas as especialidades, desde a saúde coletiva, buscando a preservação do natural até procedimentos mais invasivos, como implantes e próteses totais.  “Por que um sorriso bonito envolve mais do que dentes brancos, por exemplo, saúde psicológica, composição da face, lábios e uma série de detalhes que precisam ser discutidos caso a caso” afirma o especialista.

Dr. Sérgio ainda defende que a Odontologia Estética e a saúde bucal andam juntas. Deve-se devolver saúde e função, concomitantemente com a estética. Caso contrário, não existirão resultados duradouros. “Alguns exemplos merecem um comentário, como nos casos de crianças submetidas ao clareamento dental. Os dentes de pacientes muito jovens têm a polpa muito volumosa, pois estão em desenvolvimento, e o clareamento pode causar danos irreversíveis ao paciente. Ou com o assunto da moda, lentes de contato, que tem uma série de limitações e estão sendo usadas indiscriminadamente. A Odontologia Estética sabe que dentes mais brancos e maiores devem ser acompanhados de saúde e função”.

Em relação aos cuidados que a pessoa precisa ter para realizar esses tratamentos estéticos, o cirurgião-dentista alerta que o melhor cuidado é procurar profissionais capacitados nas áreas de escolha. E como fazer isto?  Solicitar os diplomas ou checar nos Conselhos de Odontologia se o profissional é registrado.

Quanto à preocupação das pessoas apenas com a “beleza” dos dentes e que fazem qualquer coisa para aderir ao “modismo”, Dr. Sérgio expõe que existe muito “modismo” divulgado pela mídia, e lembra que antes de qualquer decisão o melhor é conversar com um bom profissional. “Ele pode explicar as indicações, contraindicações e limitações de cada caso. Em Biologia, o resultado de 2+2 pode não ser 4. Cada indivíduo é único e muitas vezes o que está na moda pode não ser a melhor opção para aquela pessoa”, afirma o cirurgião-dentista, que também é mestre e doutor em Dentística e especialista em Dentística e Radiologia.

Fonte: Comunicação do CFO

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.