Hospital deve oferecer serviço odontológico a pacientes acamados


Seja em hospitais públicos ou privados, os pacientes acamados têm direito a atendimento odontológico. 

Segundo a ABO, a base ética e legal para essa exigência decorre de diversos dispositivos, da Constituição Federal à Resolução 07/2010 do Ministério da Saúde, que inclui a assistência odontológica nos serviços que devem ser garantidos à beira do leito. Há ainda um Projeto de Lei sobre esse assunto em tramitação no Senado (acompanhe), do ex-deputado Neilton Mulim, que é professor de matemática de formação e atual prefeito de São Gonçalo (RJ).

Em apoio a essa diretriz, a ABO reforça a importância do tema junto ao governo, incluindo ministérios públicos, defensorias e secretarias de saúde. Você também pode ajudar, informando os seus pacientes e contribuindo para que essa prerrogativa seja cumprida. Segundo a ABO, não resta dúvida de que todo hospital ofereça, de modo permanente, assistência e profilaxia odontológica aos pacientes que se encontrem internados e acamados.

Leia o ofício que a associação enviou às secretarias estaduais de saúde.
Fonte: ABO/Nacional

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.