Saiba como identificar se seu paciente está com medo


Sabemos que muitas pessoas hoje "morrem" de medo de dentista, isso é uma fobia. Como poderíamos definir? Fobia é um medo exagerado, aversão a algo, nesse caso, ao dentista ou a alguns instrumentos e atividades realizadas por eles. Muitas pessoas tem medo de dentista apenas porque cresceram ouvindo seus pais falarem que não gostavam de ir ao consultório. Outras pessoas, no entanto, já dizem ter medo de dentista pois passaram por uma experiência não muito boa no consultório durante algum procedimento.

Essa fobia se dar ao fato de que sempre remetem o cirurgião-dentista como vilão da história, associando-o a dor. Os principais culpados disso são os próprios pais, pois por alguma traquinagem do filho, os pais dizem: "olhe, eu vou te levar ao dentista para ele te dê injeção". Com atitudes assim, essa criança poderá se tornar um adulto com medo de dentista e até mesmo outros profissionais da área da saúde. É preocupante para os cirurgiões-dentistas quando esse medo toma conta do paciente, e ela deixa de procurar um profissional da área odontológica para realizar algum tratamento necessário e acaba negligenciando sua saúde oral, podendo ter futuramente alta incidência de cáries e também doenças como a gengivite, periodontite, entre outras. 

Durante a consulta devemos sempre observar algumas atitudes/sinais que os pacientes nos demostram que estão com medo, como por exemplo: 

  1. Sudorese excessiva;
  2. Pernas cruzadas firmemente;
  3. Palidez, respiração ofegante;
  4. Mãos agarradas nos braços da cadeira;
  5. Olhos fixados nos instrumentais do dentista. 

Com isso, temos que tentar sempre tranquiliza-los.

Mas, como podemos fazer isso? A forma que temos para tranquiliza-los e fazer com que essa fobia acabe, é criando  um vinculo de afetividade com esse paciente, passar muita confiança a eles, conversar bastante sobre a importância do dentista, incentivar, orientar a higiene bucal e, na primeira consulta, explicar o procedimento dizendo que só vai ser uma limpeza minuciosa, por exemplo. Tornar o ambiente de trabalho mais tranquilo e confortável, são coisas simples que aos poucos fará ele perder esse  medo de dentista e que crie confiança no profissional.  

A odontologia está tão mais moderna, com novas tecnologias e técnicas para melhor atender seu paciente, que ele nem precisa se preocupar em ficar tenso ou ter medo de algum procedimento. O dentista utiliza de algumas artimanhas, nesse caso da imagem ao lado, utiliza-se o óxido nitroso, um agente sedativo e analgésico que vai servir para você relaxar durante o tratamento. Existem outros medicamentos que podem ser utilizados, mas depende de paciente pra paciente, o dentista e sua equipe sempre farão com que as consultas sejam as mais agradáveis possíveis. 

Os cirurgiões-dentistas só querem o melhor para seus pacientes! 

Por: Daniella Allende

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.