Dentistas e estudantes fazem o maior protesto da história da odontologia no Rio Grande do Norte


Dentistas e acadêmicos do curso de Odontologia da Universidade Federal do RN fizeram nesta terça-feira, 27 de agosto, o maior protesto da história da odontologia potiguar contra a precarização do SUS, por mais recursos para a saúde e pela melhoria da saúde pública em Natal e no Estado.

O protesto foi organizado pelo Sindicato dos Odontologistas do Rio Grande do Norte (SOERN) e com o apoio do Conselho Regional de Odontologia do RN (CRO-RN), Associação Brasileira de Odontologia (ABO-RN) e do Centro Acadêmico do Curso de Odontologia da UFRN (CACO). A concentração dos manifestantes teve início às 9 horas em frente ao Centro Odontológico Morton Mariz, no bairro da Ribeira, o maior pronto socorro odontológico do Estado, onde o SOERN ofereceu um café da manhã para dentistas e acadêmicos.

Os presidentes do SOERN, Ivan Tavares, e do CRO-RN, Jaldir Cortez, além do conselheiro Federal Eimar Lopes, que representa a odontologia norte-riograndense no Conselho Federal de Odontologia (CFO), fizeram discursos em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), por mais recursos para a saúde e melhoria dos serviços de saúde bucal para a população potiguar. Os estudantes de Odontologia da UFRN marcam presença no protesto e receberam elogios do presidente do SOERN e do conselheiro Federal pelo engajamento no movimento. Para o ex-presidente do CRO-RN, Eimar Lopes, os acadêmicos estão demonstrando que a próxima geração de dentistas no Rio Grande do Norte vem mais politizada e consciente que é preciso lutar para ter suas conquistas. O presidente do SOERN e o Conselheiro Federal consideraram este movimento de terça-feira o maior da história da odontologia potiguar. Segundo eles, os estudantes da UFRN estão de parabéns porque deixaram suas salas de aula para também protestarem, afinal, o futuro deles está no serviço público.

Eimar criticou a exigência do curso de Odontologia da UFRN quanto aos alunos terem que comprar seu próprio instrumental para as aulas práticas e recebeu aplausos dos estudantes. Segundo a estudante do 7º. Período da UFRN, Olga Maranhão, integrante da comissão Científica do CACO, em média, um aluno gasta entre dois e três mil reais para adquirir este instrumental. “O professor ainda diz que, sem trazer seu próprio instrumental, o aluno não poderá participar das aulas práticas”, disse Olga. Segundo ela, os estudantes de Odontologia estão acordando para a realidade da profissão e por isso estão se juntando aos dentistas para defender a categoria. “Estamos lutando pelo nosso futuro”, afirmou.

O presidente do CACO, Adriano Holanda, disse que “os alunos de hoje estão desenvolvendo mais a sua consciência política e procuram participar dos movimentos em prol da odontologia". Segundo ele, muitos dos futuros dentistas vão trabalhar na saúde pública, daí que é necessário defender a carreira SUS. “Temos que ter visão de futuro, já que muitos formandos vão trabalhar nas equipes de Saúde Bucal dos municípios”, afirmou. A estudante Samara Martins agitou no protesto e comandou a caminhada ao lado do presidente do SOERN, cantando e entoando frases como “a nossa luta é todo dia, saúde não é mercadoria!", além de pedir mais investimentos no SUS para levar saúde bucal para a população que não pode pagar um dentista particular. “A nossa luta é também pelo acesso da população à saúde bucal em nosso Estado”, disse.

Cerca de 300 dentistas e estudantes saíram em caminhada desde o Centro Odontológico da Ribeira até a prefeitura de Natal, passando pelo Centro Médico Zeca Passos, onde alguns médicos se juntaram ao movimento, que recebeu o apoio do Sindicato dos Médicos (SINMED). O pediatra Manoel Marques, representando o SINMED, disse que a categoria médica está solidária as causas do SOERN. Em frente à prefeitura, os lideres sindicais, estudantes e o presidente do CRO-RN discursaram em defesa de mais recursos para a saúde, melhores condições de trabalho e salários para os dentistas. O presidente do CRO falou da importância da categoria e dos estudantes de irem às ruas para protestar. “ Nós temos que  ir às ruas pelas lutas, pela carreira SUS e por melhores condições de trabalho”, disse Cortez, para em seguida citar a frase: “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”, do poeta português Fernando Pessoa no poema “O Infante”, que faz parte do livro “Mensagem”. 

O médico Arthur Ribeiro, do CRI (Centro de Reabilitação Infantil), discursou em defesa de sua categoria, criticando a imprensa e a acusando de orquestrar uma campanha de calunias ao noticiar que os médicos ganham uma montanha de dinheiro. “Mas que dinheiro é esse que quando a gente se aposenta com 20h ganha R$ 1.500,00”, disse Arthur, associado ao SINMED.

O presidente do SOERN chamou a atenção para a importação de médicos, acrescentando que pode se estender para as demais profissões como enfermeiros, odontologistas e outros. Ivan Tavares aproveitou para cobrar uma resposta do prefeito Carlos Eduardo. “Nós não queremos como resposta a guarda municipal de braços cruzados na porta da prefeitura, nós estamos aqui de cara limpa e fazemos questão de preservar o patrimônio público, nós queremos uma manutenção da saúde pública”, disse o presidente do SOERN. Segundo Tavares, os dentistas e estudantes estavam participando do movimento porque desejam o melhor para o povo e também porque tinham o direito de saber sobre o futuro.

A manifestação da odontologia terminou por volta das 11 horas, em frente à prefeitura, sem qualquer incidente. O movimento foi pacífico. Para o presidente do SOERN, esta foi a maior manifestação da odontologia potiguar e ele agradeceu a presença dos estudantes e dos colegas no evento. “Espero ver mais dentistas e alunos de odontologia nos próximos atos do sindicato”, afirmou.

“Sem luta, sem os dentistas deixarem seus consultórios públicos e privados para protestar, sem a participação dos estudantes, a odontologia não vai conquistar respeito”, disse. A movimentação dos dentistas teve a cobertura da imprensa escrita e de várias emissoras de televisão.

Fonte: CRO-RN

Sobre Victor Hugo Rebouças e Daniella Allende:

Acadêmicos do curso de odontologia da Universidade Potiguar, em Natal/RN. 🔸 Victor é o fundador e presidente da Liga Acadêmica de Odontologia Estética do Rio Grande do Norte e possui experiência em marketing voltado para a odontologia e redes sociais. É o autor-responsável do site O Dentista Acadêmico. 🔸 Daniella é aluna do último período da faculdade e conta com experiência em divulgação odontológica em mídias sociais. É sócio-autora do site O Dentista Acadêmico.